A seguir aos gays, os solteiros, os sem filhos, etc

O Papa quer lutar contra as pessoas que querem constituir família, casando e, eventualmente, adoptando (ou gerando) crianças, quando essas pessoas são do mesmo sexo, porque isso é atacar a “instituição família”.  Aguardo a todo o momento a decisão do Papa de promover junto dos Governos a criminalização do estado civil “solteiro”, das famílias monoparentais, e dos casais sem filhos. Porque impedir alguém de se casar e ter uma família não é diferente de obrigar alguém a fazê-lo.

Portugal, em 2011:

  • 758 mil famílias unipessoais
  • 903 mil casais sem filhos
  • 400 mil famílias monoparentais
  • 1.532 mil casais com filhos
  • 415 mil outros

Por aqui se vê que a maior ameaça ao “casamento tradicional” são as pessoas que o querem mas que simplesmente não são de sexos diferentes…

Esta entrada foi publicada em política, sociedade com as tags , , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.