Activismo de sofá: Optimus Alive

Ontem fiz mais um pouco do meu activismo de sofá:

From: anabananasplit
To: geral @ everythingisnew . pt
Subject: info transportes
Date: 06/03/2010 09:08:03 PM

Olá,

Vi há pouco a sondagem no vosso site, acerca do meio de transporte a usar para ir ao festival. Contudo, reparei que essa sondagem e, paralelamente, a vossa secção “Como chegar”, ignora completamente 3 opções que deveriam ser promovidas, a par dos transportes públicos:

1) ir a pé
2) ir de bicicleta
3) ir de moto

A opção carro deveria ser fortemente desencorajada. 1000 ou 2000 automóveis a querer aceder, passar e estacionar naquela zona é intolerável. Gera poluição, ruído, insegurança, e origina situações de estacionamento selvagem que danifica os passeios e outros equipamentos públicos, e dificulta a circulação dos peões. Não se admite isto num sítio integrado na malha urbana, plano, e onde há um interface de transportes públicos que inclui comboio, eléctrico e autocarros.

A bicicleta e a moto poderiam ser incentivadas oferecendo um local de estacionamento para as mesmas num local apelativo (mesmo à entrada do recinto), vedado, vigiado, e com boas estruturas onde encostar as
bicicletas e onde as prender (tal como as motos). Isto deveria ser publicitado com antecedência.

O mundo muda-se todos os dias, basta querer.

Grata pela atenção.

Cumprimentos,

Mandem a vossa posta também. Os amanhãs fazem-se hoje!

Esta entrada foi publicada em ambiente, eventos, mobilidade, política com as tags , , , , , , , . ligação permanente.

4 respostas a Activismo de sofá: Optimus Alive

  1. rej5 diz:
    Mozilla Firefox 3.6.6 Mac OS X 10

    Como queres que vão as pessoas do norte dia 8, que por sinal é dia de greve dos comboios? A pé?

  2. Mozilla Firefox 3.5.9 Ubuntu Linux

    Que raio de comentário é esse, pá? Lê de novo e pára para pensar antes de teclares…

  3. rej5 diz:
    Mozilla Firefox 3.6.6 Mac OS X 10

    Já li e continuo sem perceber de que forma é que os pontos que enunciaste se podem adequar à maioria do público do festival. Ou este é um festival só para “malta da zona”?

  4. Mozilla Firefox 3.5.9 Ubuntu Linux

    Uma palavra: multimodalidade.

    Quem vem de longe pode fazer o grosso da viagem de comboio, de autocarro Expresso ou de carro. Ninguém tem que levar o carro para a porta do Festival: o último quilómetro (ou dois) pode perfeitamente ser percorrido de comboio, de eléctrico, de autocarro, de táxi, de bicicleta ou a pé.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.