Livre circulação ponto e vírgula!

Para ir ao Oeiras Parque, à Biblioteca Municipal e outros locais próximos, costumo apanhar esta estrada, entre a rotunda da Quinta da Fonte e a rotunda da Fonte Luminosa. Isto não é uma rua, é uma estrada. Não tem passeios, nem sequer bermas, há a estrada, a guia e depois logo a valeta. Mesmo assim, é frequente ver pessoas a pé a passarem aqui. Adolescentes, idosos, mulheres com carrinhos de bebé, grupos de pessoas. É o acesso mais rápido e curto ao centro comercial, principalmente, mas só foi contemplada a hipótese de as pessoas o usarem de carro. Mesmo que seja para percorrer uns miseráveis metros. É completamente imbecil. E injusto! É perigoso circular ali sem ser “protegido” dentro de uma lata qualquer. Detesto passar ali de bicicleta, mas faço-o algumas vezes. Este troço é um exemplo da vergonhosa política de mobilidade urbana neste país. Quando vi este texto no 30Dias do mês passado ou lá o que foi, apeteceu-me bater no gajo que escreveu aquilo.

screenshot.jpg

Esta entrada foi publicada em imprensa, mobilidade com as tags , , . ligação permanente.

1 Response to Livre circulação ponto e vírgula!

  1. pedrov diz:
    Internet Explorer 6.0 Windows XP

    O mesmo se passa aqui no Barreiro, principalmente na minha rua e que fica mesmo no centro da cidade: os passeios, que já por si são minúsculos, estão todos ocupados porque os chico-espertos decidem estacionar onde não devem ou porque os senhores das obras roubaram-nos o espaço (e até mesmo estrada). A única maneira de percorrer a rua é mesmo no meio do alcatrão e tem imensa circulação pelo que se torna bastante perigosa.

    Só espero que alguém com cabeça se lembre de se impor e que na cidade nova, onde será construído o Forum Barreiro, nasçam avenidas largas com espaço para andar E COM CICLO-VIAS! Man estamos mesmo a precisar. Já se vê muita gente a andar de bicla por aquí (finalmente).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.