Where did everybody go?

Nestas últimas duas semanas de estudo tenho-me apercebido de uma coisa algo estranha. A biblioteca de Química da FCUL raramente enche. E facilmente tenho lugar a qualquer hora do dia (felizmente!, não me estou a queixar!). Não sei se na Central esta falta de gente é tão flagrante, mas nas poucas vezes em que lá estive também me pareceu estar com menos pessoas. Mesmo que não haja “mesas livres”, há menos pessoas por mesa.

Falta aqui gente! E isto não é visível só na Biblioteca. Também os carros são muito menos. Naquele “parque” junto ao Horto do Campo Grande há sempre muito espaço livre, mesmo que lá cheguemos já à hora do almoço. Em anos anteriores o problema do estacionamento era muito mais aflitivo… A falta de carros ainda poderia ser imputada à “crise”, e aos preços sempre a subir dos combustíveis. Mas não vejo justificação para uma quebra tão grande nos alunos. Será que há menos gente na faculdade? Será que entraram menos caloiros? Será que houve muitas desistências? Será que o pessoal já não estuda? Afinal o que se passa? É a demografia, é o aumento das propinas, Bolonha, a crise, what?

Something’s fishy around here… 

Esta entrada foi publicada em sociedade com as tags , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.