Barcelona Walk 21

Bolas, pá, esqueci-me disto. A primeira vez em que ouvi falar disto também foi em cima da hora. Ai, é “aqui tão perto” este ano, em Barcelona!… Vi isto há pouco e pensei “bora, estoiro umas centenas de euros no comboio e num hotel, fico tesa mas vou, que se lixe”. Mas esqueci-me de um pormenor, este tipo de congressos paga-se e bem. Ora, 400 € para a inscrição (glup!), mais outros 130 € para o Lusitânia Comboio Hotel até Madrid + uns 220 € para o comboio entre Madrid e Barcelona + sei lá, uns 200 € para 4 noites em hotel (se não houver uma parque de campismo por ali), mais 100 € em 5 dias de alimentação em fast food barata… Uns 1000 €, esta brincadeira. Bolas, pá. Uns 600 € a mais do que eu poderia suportar. Eu sabia que devia ter tentado o Euromilhões da semana passada, pá, agora já sei o porquê do pressentimento que tive. 😛

É uma chatice estas coisas só estarem acessíveis a quem trabalha na área, era fixe que houvesse uma Câmara, uma ONG ou um media qualquer que me patrocinasse a ida também. “Gostar do tema e querer aprender mais” não é um motivo perfeitamente válido? Tanta gente a receber o Rendimento Mínimo, e casas da Câmara a preço de saldo, e não há uns trocos para realizar um sonho a uma bananinha? 😛

Bom, a ver se poupo os meus trocos para não falhar a Velo-City em 2009… :-/ O problema é que mesmo assim, Portugal já é razoavelmente Ciclável. Para mim faz mais sentido lutar antes de tudo por um Portugal Caminhável. Mas isso não está na moda agora. *sigh*

Bom, a ver se me consolo com a próxima conferência do Lisboa E-Nova, no dia 1, com a Cynthia Nikitin, do Project for Public Spaces… 😉

Esta entrada foi publicada em eventos, mobilidade com as tags , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.