«Bicicletas já têm vias próprias»

Olhem-me bem para isto.

4697

Será possível que ninguém comente este tipo de asneiras? «O presidente da autarquia chamou os jornalistas ao local das obras, no parque, para explicar que a construção de ciclovias é uma “área em que o know-how técnico é muito pouco”.» Ha! No shit?! Pelos vistos, e dada a frequência com que encontro exemplos deste género (e piores) o know-how básico do bom-senso também é escasso…

Ora, fantástico, os primeiros 500 metros de ciclovia estão prontos, e são dentro de um PARQUE URBANO. Um “espaço verde” em S. João da Madeira.

A jornalista lembra que «As ciclovias são faixas destinadas a bicicletas, que se estendem num dos lados da estrada, com 1,20 metros de largura, pintadas de vermelho e balizadas por linhas brancas.» Bolas, espero que não sejam bi-direccionais, com 1,20 m de largura e só de um lado da faixa de rodagem…

No orçamento camarário para 2009 estão descritos sete quilómetros de ciclovia, um investimento de 232.700 euros. Para 2010 estão previstos mais oito quilómetros de ciclovias, um investimento de 120.882 euros.

Ora, 353.582 € para pintar 15 km da berma da estrada de vermelho (dá 23.572 € / km). Os cofres públicos ficam mais pobres em 350 mil euros, os ciclistas perdem o seu direito legal a uns 60 % daquelas vias (se forem assinaladas com aquele sinalzinho azul…) e não obtêm absolutamente nenhum benefício a nível de segurança (pelo contrário*!), conforto, whatever, os políticos podem cortar umas fitas e motoristas e políticos vão para casa descansados porque acham que estão a ser bonzinhos para os ciclistas.

Ora, quantas paragens de autocarros decentes, redes pedonais decentes, parques de estacionamento para bicicletas, programas de formação escolar em condução de bicicleta, ciclovias “atalhos” ou ou ciclovias recreativas/turísticas/interurbanas não sobrepostas com a rede viária normal, etc, etc, é que estes 350 mil euros atirados para o lixo não poderiam assegurar?…

E ainda dizem que somos um país pobre. Somos, mas não é de dinheiro.

* É só tinta. O desconforto associado à proximidade com veículos automóveis continua, pode até ser piorado porque agora não temos espaço por onde gerir a nossa posição na via, e os carros passarão mais perto e mais depressa por nós, o que só torna aquela via mais perigosa para os ciclistas… *sigh*

Esta entrada foi publicada em imprensa, mobilidade, política com as tags , , , , . ligação permanente.

2 Responses to «Bicicletas já têm vias próprias»

  1. Cax diz:
    Google Chrome 2.0.172.33 Windows XP

    Como eu concordo contigo! Não conheço uma ciclovia em Portugal em condições, no entanto não há Município que se preze que não as apresente como obra feita ou com projecto para a maior da Europa!!!
    Tenho bem documentadas com fotos as aberrações que se fazem aqui por Viana do Castelo e arredores, terei o maior prazer de as publicar neste blogue.

  2. Mozilla Firefox 3.0.11 Ubuntu Linux

    As ciclovias são “obras” tentadoras porque são muito visíveis. Mas fazê-las bem é difícil mesmo quando se percebe alguma coisa do assunto, quanto mais quando não se faz ideia…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.