Em busca (falhada) do Pleno Out Jazz

No passado domingo dia 12 eu e o Bruno fomos a Lx ao fim da tarde. A ideia era ir experimentar o Pleno Out Jazz, uma cena aparentemente muito fixe da qual fiquei a saber através de um post do Ricardo Sobral. Fomos de carro até ao parque junto do Tromba Rija, em Santos, e depois de Mobiky até ao Parque Eduardo VII, onde supostamente estaria a decorrer o evento. Bom, acabámos por não encontrar nada e não houve fim de tarde em puffs na relva ao som de jazz nenhum. 🙁 Fomos lanchar numa esplanada no topo do Parque, no jardim Amália Rodrigues (se não me engano), frente a um “espelho de água”. Depois voltámos por ali abaixo até à Baixa.

No topo do Parque Eduardo VII
Excelente vista da cidade a descer em direcção ao rio. 🙂

Pelo caminho vimos uma bike estacionada. 🙂

Mais uma bicicleta em Lisboa

Para não perdermos totalmente a viagem, passámos por um dos meus locais de perdição, a FNAC, neste caso a do Chiado. 🙂 À porta do centro comercial estavam mais duas bicicletas estacionadas, uma bem, outra mal, a barrar a passagem. Mas Lx não oferece grandes alternativas… Se lhes pedirem para instalar um suporte para estacionamento de bicicletas na Baixa eles dizem que a Baixa não é um local adequado para andar de bicicleta e negam-vos o pedido. It happened, as I was told.. “O pior cego é aquele que não quer ver” and boy is this one trying hard at not seeing!…

O estacionamento de bicicletas possível no Chiado

Bom, anyway, nós não tivémos que nos preocupar em estacionar as nossas bikes, levámo-las connosco, como sempre. 😉

Fnac, a minha perdição

Depois retomámos o caminho de volta. Gostava de tentar ir outra vez no próximo domingo, mas tenho que programar mais alternativas para não apanhar mais banhadas… Uma cena gira que descobri hoje foram os piqueniques em Lisboa. 🙂 O próximo é dia 23 de Agosto. Quem sabe não é uma boa ideia? 🙂

Esta entrada foi publicada em Sem categoria com as tags , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.