Pela reactivação das ligações fluviais margem Sul – Parque das Nações

Assinem a petição, faz sentido:

“Na sequência da reformulação da mobilidade no Parque das Nações, os peticionários requerem às entidades competentes, em particular:

  • Transtejo/Soflusa
  • Autoridade Metropolitana dos Transportes
  • Parque Expo
  • Câmara Municipal de Lisboa
  • Câmara Municipal de Almada
  • Câmara Municipal do Montijo
  • Câmara Municipal do Seixal
  • Câmara Municipal do Barreiro

Pela reactivação das ligações fluviais margem Sul – Parque das Nações

De 1998 até 2002 a Transtejo/Soflusa operou transporte fluvial de passageiros dos municípios da margem Sul do Tejo directamente até ao Parque das Nações, tendo fechado estas linhas por alegada falta de procura.

Com o aumento em muitas ordens de grandeza de número de postos de trabalho nesta zona (note-se que é a zona de Lisboa em que o número de postos de trabalho mais tem aumentado desde 2002), assistimos hoje a uma sobrelotação e exponencial aumento da frequência das carreiras 782 e 28 da Carris que transportam passageiros chegados da margem Sul do Tejo ao terminal fluvial do Terreiro do Paço. A acrescer a estes, há todos aqueles que escolhem a opção de transporte individual.

Somos de opinião de que nada descongestionaria e melhoraria mais a rede viária da grande Lisboa em geral e do Parque das Nações em particular do que a re-abertura de linhas de transporte colectivo fluvial desde a margem Sul residencial à zona laboral do Parque. Para mais, isto implicaria uma significativa melhoria da qualidade de vida dos milhares de trabalhadores do Parque das Nações residentes na margem Sul do rio Tejo.

A nossa recomendação mais veemente é pois que Vossas Excelências, em conjunto com as outras entidades a quem o assunto respeita, estudem convictamente a reabertura de tais canais de transporte.

Atenciosamente, os signatários.”

Esta entrada foi publicada em mobilidade com as tags , , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.