Consequências do paradigma do automóvel

Nesta situação:

Tudo ao contrário
(Chiado, Lisboa)

Não é óbvio que a atribuição de espaço de circulação (e mera ocupação!)está invertida entre peões e automóveis?…

Esta entrada foi publicada em mobilidade com as tags , , , , , , , , . ligação permanente.

1 Response to Consequências do paradigma do automóvel

  1. miguel diz:
    Mozilla Firefox 2.0.0.6 Ubuntu Linux

    pensei exactamente isso aí há uma semana.
    Aliás nem compreendo a lógica de haver trânsito nessa rua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.