Potencial desperdiçado?

A Internet permite que exista um sítio onde seria possível ver todo o conteúdo criado desde sempre, uma áudio/vídeo/biblioteca global. Música, filmes, séries, livros, tudo o que foi criado pela humanidade disponível em todo o mundo!

Imagine-se todo o conteúdo criado ligado por relação (poder saber e aceder às músicas sampladas, imagens reutilizadas, vídeos, etc), temas. Poder seguir o trabalho dos autores, saber a sua inspiração, referências, observar a sua evolução, como influenciaram outros, uma árvore genealógica de toda a criação na humanidade (que se pudesse digitalizar de alguma forma)…

O frio faz a bicicleta mais lenta?

Com o tempo a ficar cada vez mais frio, tenho tido a sensação que as viagens nocturnas de bicicleta me têm custado mais, e como normalmente ando cheio de tralha nos Freeloaders (equipamento para frio e/ou chuva, ou então está vestido com estas condições, ferramentas, etc), atribuo a isso e também ao facto de no trajecto mais comum que faço, o vento ter estado ultimamente contra o meu sentido, a razão de sentir que custa mais pedalar.

Numa pesquisa rápida encontrei esta pequena análise a esta questão: Slower in Winter?

Talvez as temperaturas por aqui não sejam suficientes para me afectar de forma significativa… um quadro mais leve era capaz de compensar a tralha que eu acarto. 😛

PS: Têm notado as calças a ficar com salpicos, mesmo com pára-lamas compridos? Talvez vos falte uma terminação de pára-lamas (a.k.a. spoiler)! Falarei disso noutro post. 🙂

Alleycat race em Lisboa! Domingo, 28, 16h30, Marquês

No próximo Domingo vai realizar-se uma Alleycat Race em Lisboa!

alleycatlisbon

Adequadas a quem use a bicicleta com alguma regularidade, as Alleycat são corridas informais que têm como objectivo testar e desenvolver o conhecimento dos ciclistas da cidade, além de serem excelentes para conhecer outros ciclistas e partilhar ideias e experiências. Mais informação no espaço do portal da bicicultura dedicado ao evento: Alleycat Race Lisboa.

Participem e levem amigos! 😀 Enviem uma mensagem com o vosso nome e o nome da vossa bicicleta para alleycat-race-lisboa (arroba) bicicultura (ponto) org.

Touchpad rápido no Jaunty e MacBook 3,1

Uma das coisas que me faz comichão na configuração original do touchpad (synaptics), é a sua baixa sensibilidade e lentidão, bem como os cliques do botão 1 quando quero só mover o rato. Para ultrapassar isso usava uma configuração o xorg.conf. Entretanto o xorg.conf deixou de ser usado para esse fim e passaram as configurações para a hal e é necessário criar um ficheiro fdi com a configuração.

Se interessar a alguém, eu uso a seguinte configuração:
$ cat /etc/hal/fdi/policy/appletouch.fdi

<?xml version="1.0" encoding="ISO-8859-1"?>
<deviceinfo version="0.2">
 <device>
  <match key="input.x11_driver" string="synaptics">
   <merge key="input.x11_options.VertTwoFingerScroll" type="string">1</merge>
   <merge key="input.x11_options.HorizTwoFingerScroll" type="string">1</merge>
   <merge key="input.x11_options.TapButton1" type="string">0</merge>
   <merge key="input.x11_options.TapButton2" type="string">3</merge>
   <merge key="input.x11_options.TapButton3" type="string">2</merge>
   <merge key="input.x11_options.ClickFinger1" type="string">1</merge>
   <merge key="input.x11_options.ClickFinger2" type="string">3</merge>
   <merge key="input.x11_options.ClickFinger3" type="string">2</merge>
   <merge key="input.x11_options.FingerLow" type="string">5</merge>
   <merge key="input.x11_options.FingerHigh" type="string">7</merge>
   <merge key="input.x11_options.PressureMotionMinZ" type="string">10</merge>
   <merge key="input.x11_options.MaxTapMove" type="string">100</merge>
   <merge key="input.x11_options.MaxTapTime" type="string">50</merge>
   <merge key="input.x11_options.MaxDoubleTapTime" type="string">180</merge>
   <merge key="input.x11_options.SHMConfig" type="string">on</merge>
   <merge key="input.x11_options.LeftEdge" type="string">0</merge>
   <merge key="input.x11_options.RightEdge" type="string">1210</merge>
   <merge key="input.x11_options.TopEdge" type="string">0</merge>
   <merge key="input.x11_options.BottomEdge" type="string">380</merge>
   <merge key="input.x11_options.MinSpeed" type="string">0.79</merge>
   <merge key="input.x11_options.MaxSpeed" type="string">0.88</merge>
   <merge key="input.x11_options.AccelFactor" type="string">0.0015</merge>
  </match>
 </device>
</deviceinfo>

O rato fica mais sensível, mais rápido, sem acções do botão 1 e com o botão 3 activado com o toque de 2 dedos e pelo botão 1 com 2 dedos no touchpad, tal como o botão 2 com o toque de 3 dedos ou com o botão 1 e 3 dedos pousados no touchpad. Esta configuração é na minha opinião boa para usar o rato de forma rápida para activar links e usar o sistema, mas fica demasiado rápida e pouco precisa para trabalhos que disso necessitem, como trabalho gráfico, por exemplo.

Registo da Massa Crítica de Março de 2009 em Lisboa

Nesta Massa Crítica de Março, levei comigo o Hollux para registar a viagem. Ao usar o GPS Visualizer para traçar o percurso e gráfico de altitude, descobri o EveryTrail!

Muito fixe! Não só mapeia a viagem, como faz a estatística de velocidade e altitude e suporta o Flickr, referenciando geograficamente e de forma automática as fotografias no percurso! 😀

Massa Crítica Março de 2009

Widget powered by EveryTrail: GPS Geotagging

GPS elavation–distance profile: http://gpxplot.appspot.com/

Massa Crítica Primaveril

Acontece amanhã a primeira Massa Crítica da Primavera!

A ideia é tentar juntar pelo menos 100 ciclistas numa volta de bicicleta por Lisboa. O encontro é nesta sexta-feira pelas 18h no Marquês de Pombal, e o passeio começa à volta de 30 minutos depois.

Andam de bicicleta em Lisboa? Vivem em Lisboa e têm bicicleta? Se têm disponibilidade para dar um passeio por Lisboa e conviver com outros utilizadores da bicicleta em Lisboa, apareçam! 😉

MC

Icones em falta no tema Tango no Ubuntu?

Pelo menos aqui faltam os ícones dos bookmarks no menubar do gnome-panel que revertem para os do gnome.

Uma solução simples é:

 for i in {16x16,22x22,24x24,32x32}; do \
sudo ln -s /usr/share/icons/Tango/$i/places/folder.png \
/usr/share/icons/Tango/$i/places/inode-directory.png; done ; \
sudo ln -s /usr/share/icons/Tango/scalable/places/folder.svg \
/usr/share/icons/Tango/scalable/places/inode-directory.svg ; \
sudo ln -s /usr/share/icons/Tango/scalable/places/folder.icon \
/usr/share/icons/Tango/scalable/places/inode-directory.icon ; \
sudo gtk-update-icon-cache /usr/share/icons/Tango

Depois pode ser necessário esperar que o ícones sejam actualizados, ou abrir o gnome-appearance-properties que ele trata disso.

screenshot

O tema que estou a usar é feito por mim a partir do FreshLight e de uma versão qualquer do Murrina. Está feito sem suporte para mudar as cores, isso talvez seja algo que mude mais tarde. Se alguém quiser experimentar, está aqui. Usa o engine murrine e o tema de ícones Tango. Não deve funcionar muito bem sem composite do Compiz ou Metacity por causa da falta de contornos e tal, mas com as sombras funciona bem, pelo menos para mim. 🙂 Pode ter bugs em algumas aplicações, mas ainda não me apercebi de nada. 😀

Tema Claro Minimal