O mito da “sociedade transparente”

O Bruce Schneier escreveu um artigo interessante sobre esta temática.
Nos dias de hoje em que o estado sabe cada vez mais sobre nós e cruza toda e mais alguma informação, devemos estar conscientes do crescente desequilibro da nossa relação com o estado. É notável que existam organismos e pessoas que tratam e acedem sem filtros a informação que não lhes devia dizer respeito, mas serão os processos de recolha e tratamento da nossa informação transparentes se quisermos conhecê-los?

[Via /.]

Publicado por

bluey

Ah e tal, qualquer diferença entre isto e a realidade não é pura coincidência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*