Controlo da Wii: um mundo de aplicações

Já ando para experimentar a Wii há muito tempo. Não planeio comprar uma, mas gostava de experimentá-la.

Entretanto tenho vindo a deparar-me com a quantidade de projectos que têm nascido a partir das funcionalidades do comando da Wii, e embora não vá dedicar muito tempo a este tema agora (espero fazê-lo noutro dia e falar das minhas experiências), vou referir algumas coisas sobre as aplicações do comando num computador normal.

Não são novidade, mas serão um excelente recurso para perceber melhor algumas ideias de utilização do comando os vídeos do Johnny Lee do Wiimote Project. Embora ele tenha desenvolvido o software para Windows, já existe um port do whiteboard para Linux.

Para o head tracking existe algum esforço para adicionar suporte ao Compiz (vídeo de demo), e descobri hoje um projecto alemão que disponibiliza um kit de plásticos para não ter que se que usar LED na cabeça, recorrendo para esse fim a pontos reflectores: OpenKMQ. Este kit traz também umas lentes para visão estereoscópica, potenciando apenas com o uso do Wiimote e meia dúzia de LED infravermelhos uma utilização mais avançada do interface gráfico.

Para aceder ao Wiimote como comando normal no Linux (sem ser como no whiteboard) basta ter suporte bluetooth, carregar o módulo uinput e correr uma das aplicações de interface com o comando, como o cwiid. Para fazer um ficheiro de configuração adequado ao que pretendemos (podemos até emular o joystick através das acções BTN_ e dos eixos absolutos ou relativos), é importante ler os ficheiros action_enum.txt que tem os comandos que podem ser executados e wminput.list para saber os botões disponíveis nos comandos. Depois basta criar um ficheiro de configuração e correr:

wminput -c <nome_do_ficheiro>

Não é preciso compilar nada, basta instalar o cwiid, adicionar o módulo uinput a /etc/modules e arrancar o programa quando queremos usar o Wiimote (dicas para Ubuntu).

Tendo uma barra USB ou sem fios de LED infravermelhos (há várias no eBay), podemos usar o Wiimote como rato, e até conjugá-lo com o Nunchuck.

Isto deixa bastantes pontos de partida para abordar o tema, esperemos que o Wiimote baixe de preço entretanto dado o crescente número de pessoas a comprá-lo para estes fins. 🙂

Mais algumas ligações:

Publicado por

bluey

Ah e tal, qualquer diferença entre isto e a realidade não é pura coincidência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*