Transformers

Eliminando qualquer consideração pelo argumento e o habitual excesso de imaginação face à informática (buzz words atiradas ao ar e conceitos que não encaixam com o que querem representar), quem não sentiu um arrepio na espinha ao ouvir o mítico som quando um deles se transformou? 😀

Tudo bem que se formos puristas o filme fica aquém da série, mas talvez os conteúdos digitais venham a servir para fazer outros filmes mais puristas, embora o normal seja ficar tudo ‘perdido’ nalgum data center… Seria possível fazer um filme mais purista que chamasse pessoas a vê-lo que não conheçam a série?

Apesar de tudo, dos lugares comuns, clichés todos e lamechices, eu achei o filme brutal! As transformações em movimento… as perseguições… 😀 Já ouvi outras pessoas com a mesma sensação que tive, a acção do filme cria bastante tensão, no meu caso talvez tenha algum peso emocional, alguma coisa deve ficar das horas que se passa a ver desenhos animados… 😛

Relacionado mas ligeiramente aparte do filme, alguém consegue abstrair-se da treta que inventam sobre computadores nos filmes?

Para mim costuma ser um turn-off total, não me consigo abstrair. No caso dos Transformers, o resto do filme compensou perfeitamente esse problema. Por exemplo o CSI é uma treta total, mas já está tão mau em termos de argumento que já nada compensa os ‘problemas técnicos’… Acho piada ás aplicações de analise e identificação que surgem nos filmes para os mais variados conteúdos… análise de sinal e fingerprinting em tempo real, com comparação de inputs aleatórios… capacidade de acesso aos sistemas em qualquer parte do mundo, de qualquer parte do mundo… também achei piada a ninguém perceber que estavam a entrar no data center a bordo do Airforce One (lol) e terem sabido que um dos analistas copiou um ficheiro para um cartão SD… 😀

Publicado por

bluey

Ah e tal, qualquer diferença entre isto e a realidade não é pura coincidência.

3 comentários em “Transformers”

  1. Internet Explorer 6.0 Windows XP

    Ontem fui à sessão das 17:35h e fiquei maravilhado com o filme, apesar de achar que deviam ter sido feitos 2 filmes, ou então 3 horas.

    Fiquei com aquela sensação de terem largado tudo de uma só vez para dentro de um único filme, mas achei simplesmente fantástico.

    No dia anterior fui ver o Die Hard 4.0 e também estava muito bom, mas esperei uma semana para ir ver este e valeu bem a pena. No fim foi jantar ao MACatron (hehe) e foi a cereja em cima do bolo.

  2. Opera 9.21 Windows XP

    Exelente filme o trasformers, muito acçao, efeitos especiais do melhor que já vi!

    “Relacionado mas ligeiramente aparte do filme, alguém consegue abstrair-se da treta que inventam sobre computadores nos filmes?”

    Eu no transformers até que consegui abstrair um pouco, porque por exemplo o saberem que algum elemento la de dentro ter copiado para um SD e possivel, pois foi inserida uma unidade removível.

    Mas o pior de todos que ja vi foi o die hard 4 em termos de turn-off é impossivel, porque tem coisas estupidas (em termos de hackers e computadores, porque o filme tem uma acçao exelente).

  3. Mozilla Firefox 2.0.0.4 Ubuntu Linux

    Ainda não vi o Die Hard, mas já ouvi que (um pouco como nos Transformers) o gajo que percebe de computadores é um nerd enfiado numa cave a jogar computador, não é?

    Nos Transformers vivia em casa com a avó, o outro bacano a jogar algum tipo de DDR… mas aquelas aplicações que decifram ‘sons’, e em segundos… E que raio foi aquilo que um deles inseriu na lateral do MacBook Pro? Existe alguma slot ali? 😛

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*