Mixing barato em Linux – 3

Claro que uma solução ainda melhor, e explicada de forma satisfatória neste artigo no Viva Linux, é conjugar o XMMS com o dbmix.

Ganha-se um interface simples e eficaz com controlo de volume, pitch, suporte de sampling e N canais distintos e também controlo de playlists unificado. Está em banho maria desde 2002, mas funciona. Portar isto para gtk2 e rejuvenescer o interface não era mal pensado… 🙂

Também tem suporte para cueing numa placa de som independente.

No meu setup não funciona bem ao nível do hardware. Mas calculo que seja uma conjugação de factores, ter uma placa no bus USB, mau suporte da placa onboard e da USB, problemas de latência, etc.

Será que a libertação da versão em condições do OSS vai mudar o panorama actual?

Publicado por

bluey

Ah e tal, qualquer diferença entre isto e a realidade não é pura coincidência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

*