Cultura do esbanjamento

Isto:

Cultura do desperdício e da aparênciaCultura do desperdício e da aparência

Não devia ser economicamente viável nem vantajoso para nenhuma empresa. As condições legais e económicas deveriam levar a que as empresas optassem pelas embalagens mais eficientes do ponto de vista da utilização de recursos e energia, do transporte e armazenagem, da usabilidade por parte do consumidor (essa é outra), e da disposal (qual a palavra, em português?) das embalagens após a utilização – o ideal seria a reutilização, pelo consumidor (ex.: recargas) ou pelo fabricante (como as garrafas de cerveja). Para que é que eu quero pagar por uma embalagem 10 x maior do que seria necessário? Tenho mais onde gastar o dinheiro… E depois volto a pagar a sua recolha como resíduo urbano, a sua armazenagem ou reciclagem. Less is more, aqui como em muitas outras coisas…

É muito difícil (e trabalhoso) sequer TENTAR ser um consumidor consciente e responsável, hoje em dia (maybe ever, actually)…

Esta entrada foi publicada em ambiente, sociedade com as tags , , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.