MST e o paradigma do comércio/vida = carros (relação biunívoca)

Primeira parte da coluna:

imgp7000.JPG
[Fonte: Expressode 25/08/2007]

Eu até me dava ao trabalho de rebater o que ele diz, mas trata-se de uma pessoa inteligente, se não vê é porque não quer. Basta ver o que tem acontecido noutros locais do mundo, ler os estudos, search the web a bit.

Desde que as coisas sejam bem feitas, a restrição ao automóvel e o incentivo a outros meios de locomoção (TP, bicicleta,…) só pode ser positivo. Como está (ou pior, que é a tendência visível) é que não pode continuar…

Além disso, se nunca se fizer nada porque há muito por fazer, faltará sempre fazer tudo.

Esta entrada foi publicada em imprensa, mobilidade com as tags , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.