Choice of words

‘Aborto’ e ‘IVG’. Porquê the fancy words? Ainda por cima quando não descrevem aquilo de que se trata…

aborto

do Lat. abortu

s. m., acto ou efeito de abortar;
expulsão do feto antes do fim da gestação;
o que nasceu prematuramente;
fig., monstruosidade.

Não se pode “interromper” uma gravidez. Simplesmente porque não se pode fazer “pause“! Interromper algo subentende que esse algo prosseguirá no futuro após a interrupção, certo? Pelo menos é o que eu entendo das definições:

interrupção

do Lat. interruptione

s. f., suspensão;
acto ou efeito de interromper;
intermissão;
reticência.

interromper

do Lat. interrumpere

v. tr., suspender;
atalhar;
fazer parar por algum tempo;
estorvar;
obstar a.

gravidez

de grávido

s. f., estado da fêmea durante a gestação do feto;
prenhez.

Um aborto é um aborto, é uma terminação da gravidez, não uma interrupção! A causa do direito à escolha e da liberdade após a escolha (!) não deve usar eufemismos. Há que chamar as coisas pelos nomes e lidar com elas.

Esta entrada foi publicada em mulheres, sociedade com as tags , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.