Valdispert meia-hora antes de dormir?

Hoje regressei à minha casa de sempre… Acordei muito cedo (nem me lembro da última vez que consegui estar despachada antes das 7h30) e vim com o Bruno para a FCUL. Trouxe o portátil para poder trabalhar. Viémos prá Central por causa de uns livros, mas preferia as cadeiras da de Química, que me permitem apoiar bem os pés no chão e por isso não me fazem inchar e doer as pernas tão facilmente.

Acho que vou abandonar a ideia de ir trabalhar prá FCT, não gostei muito da nova Biblioteca. Não me oferece as condições de que eu preciso. 🙁 Assim, não sei se alguma vez chegarei a ir pra lá de bicicleta (em trabalho, pelo menos)… A chatice de vir para aqui para a FCUL é que tenho que trazer o portátil (que é pesadíssimo!), logo não posso vir de bicicleta, logo tenho que vir de carro, logo não faço exercício nenhum e estou condenada ao trânsito e ao pára-arranca como hoje de manhã… 🙁

Em casa não consigo fazer nada de jeito. Ando a procrastinar ad eternum, e há sempre coisas mais interessantes para fazer. Além de subverter a minha lista de prioridades ainda cedo às minhas próprias abébias, do género “vou navegar só mais 15 min, ou só mais 30 min, ou até tais horas e depois volto ao trabalho“. E depois tenho que ir fazer o almoço ou são horas de lanchar… Como tenho o hábito de comer enquanto leio algum dos jornais e revistas recentes espalhados pela mesa de jantar que ainda não consegui terminar, ou vejo televisão, é difícil parar quando termino a refeição…

E depois há sempre gente a cirandar, nomeadamente os meus irmãos e os amigos, e depois há barulho, há interrupções, há conversas que se começam… Ou imprevistos como os senhores que apareceram para arranjar a porta encravada, ou o meu pai a pedir-me para tirar umas cópias disto e daquilo, e coisas do género.

Ultimamente há ainda as cenas da empresa. Tenho enviado uma série de e-mails e quando há resposta há-que dar o devido acompanhamento.

Esta noite demorei horas a adormecer, o que levou a que não tenha dormido muito… Já é a segunda noite em que não durmo logo. Só penso nas cenas da empresa. Penso em todas as ideias que temos e se alguma vez teremos capacidade financeira para as implementar, penso no que devo fazer quanto à questão A ou B, penso nas teorias da conspiração do que pode correr mal com determinada coisa que estamos a fazer (podermos ser enganados ou run over por terceiros), penso em tudo aquilo que não sei de gestão, contabilidade, marketing, economia, e know how próprio da área em que me meti… Espero que a situação se regularize porque não me apetece passar por isto todas as noites. Gosto muito de dormir. Muito. E bem. 😉

Estou a fazer este relatório sem interesse, entusiasmo nem gozo nenhum. A única coisa que pretendo é acabar o curso, de preferência sem que o estágio me baixe o meu 14. E a perspectiva de iniciar a bolsa de três meses e meio no lab do estágio (como não-licenciada) agora em Outubro, ainda me repulsa mais. Definitivamente, não é aquilo que eu quero (embora goste muito das minhas colegas). Por mim dedicava-me já a 100% à empresa e a obter formação noutras áreas (e há tantas coisas que me interessam!). Era tão bom que eles mudassem de ideias e não me “contratassem”… Faziam-me um favor. 😛

Enfim, que sera, sera

Houve um amigo meu que ficou muito surpreso quando lhe disse que tinha criado uma empresa (com nada a ver com o meu curso!), e dizendo “então andaste este tempo todo a tirar um curso e agora não vais trabalhar na tua área?!“. Realmente é estúpido. 😛 Mas aprendi que para erros basta o inicial. Dar continuidade ao erro para tentar que faça mais sentido só leva a que tudo se torne uma gigantesca bola de neve de erros. Estou farta de perder tempo a fazer coisas que, por qualquer razão, não me estão a dar prazer. I want to “start each day like if it was on purpose”. Let by-gones be by-gones and move forward. 🙂

Esta entrada foi publicada em Sem categoria com as tags . ligação permanente.

11 Responses to Valdispert meia-hora antes de dormir?

  1. Mozilla Firefox 1.5.0.7 Ubuntu Linux

    Acabei de ler no jornal da minha terrinha que a partir de 1/10 vai ser possível transportar gratuitamente as biclas nas travessias Transtejo/Soflusa, excepto nas horas de pontas.
    Já é alguma coisa 🙂

  2. Mozilla Firefox 1.5.0.7 Ubuntu Linux

    Ena, isso é excelente! Um passo na direcção certa. 🙂 Já agora, não me sabes indicar a fonte da notícia?

  3. boss diz:
    Mozilla Firefox 1.5.0.7 Windows XP

    eu vi no público 😉 http://www.publico.clix.pt/shownews.asp?id=1271309&idCanal=10

  4. Mozilla Firefox 1.5.0.7 Ubuntu Linux

    Obrigada pela info. 🙂

  5. spca diz:
    Mozilla Firefox 1.5.0.7 Windows 2000

    Pois, agora és patroa, por isso tens direito às respectivas dores de cabeça… Espero que seja só nervoso de uma situação nova e com grande responsabilidade, e que passem depressa. Mas cheira-me que estas ou outras, terás sempre direito a algumas dores de cabeça. Que seja para bem. Pelo menos parece-me que estás a investir naquilo que queres.

    Quanto à bolsa, todos os contratos têm clausulas de rescisão, a começar por aqueles que ainda não começaram e não estão assinados. Claro que é chato, e se o teu profe é uma pessoa injusta, pode eventualmente dar origem a represálias na nota.

    Quando dizes a que se dedica a tua empresa?

    Bjs

  6. Mozilla Firefox 1.5.0.7 Ubuntu Linux

    Há uma canção do Alfonso Blackwell que gosto de ouvir e que diz “nothing worth having comes without sacrifice”.

    Não me importo de ter dores de cabeça se elas servirem para alguma coisa. Até agora isso não tem acontecido. Espero com esta aventura tirar algum proveito das minhas insónias, pelo menos. 🙂

    É fácil adivinhar onde me meti, basta analisar o meu blog, eheheh… 😛

    Mas quero apresentar a ideia quando ela tiver uma cara decente e algo de palpável para oferecer. Até lá é só um esboço. Quando tiver algo minimamente aceitável para mostrar peço as vossas opiniões. 😉

  7. spca diz:
    Mozilla Firefox 1.5.0.7 Windows 2000

    Ok. Então muita força nisso. Fico à espera da apresentação.

    Quanto à “rescisão”… É assim: Na “vida real” é perfeitamente normal rescindires um contrato, e ires para um emprego melhor. E então fazeres a tua própria empresa ainda devia ser melhor justificação. Ninguém “normal” levaria isso a mal. Claro que infelizmente há no mundo académico há muita gente que não age pelos padrões da “normalidade”…

    Já agora, no meu tempo, a cadeira de Economia II dava bases de gestão de empresas. Se achares que pode ter interesse, sendo uma cadeira teórica, provavelmente o professor não se importa que assistas, se lho pedires, ou mesmo se não o pedires e te misturares com os alunos – que costumavam ser provenientes de diversos cursos, e por isso não reconhecerão uma cara “nova” por pensarem que é de outro curso.

    Até.

  8. pontoverde diz:
    Mozilla Firefox 1.5.0.7 Windows XP

    Massa Critica Bicicletada de ontem, video no http://www.a-sul.blogspot.com

  9. Mozilla Firefox 1.5.0.7 Ubuntu Linux

    Obrigada, Sérgio. Pois, “normalidade” seguramente NÃO se aplica ao meu “chefe”…

  10. Vtrain diz:
    Mozilla Firefox 2.0.0.2 Windows XP

    Leio este post e tenho a sensação que se aplica quase na tua totalidade a mim também. Há alturas em que a vida é realmente difícil 🙂

    Vtrain

  11. Mozilla Firefox 2.0.0.1 Ubuntu Linux

    Desde que essas alturas não sejam “todas as alturas”, no problem. As fases más e as dificuldades servem para nos afinar a personalidade e as capacidades, deixam-nos discernir melhor aquilo que queremos e apreciar o que alcançamos, e gozar as fases boas tendo perfeita noção do que elas significam. 😉 Vamos ver, eu ainda estou à espera da próxima subida da montanha russa da minha vida. Custa um bocado a escalar mas há que continuar a tentar. 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.